Tuesday, June 20, 2006

Como superar um fora?

Tudo vai bem no relacionamento. Você está apaixonada, morre de saudades se fica um dia sequer sem vê-lo, e acha até que, sim, ele pode ser o tal. Mas, de uma hora para outra, ele coloca um ponto final no romance. Pois é, querida, você tomou o famoso pé na bunda. Depois de imaginar mil e um motivos para o término - sem encontrar resposta - e chorar rios de lágrimas, é hora de dar a volta por cima.
E foi justamente isso que fez a assessora de imprensa Adriana Menezes ao ser dispensada pelo telefone! Verdade. O sujeito não se deu ao trabalho de ir pessoalmente encerrar o caso. "Ele parecia estar apaixonado. Ligava todos os dias, aparecia de surpresa onde eu estivesse. Só que, um dia, me liga dizendo que tinha voltado com a ex. Desejei felicidades e desliguei. Mas, claro, chorei a noite inteira, sem conseguir dormir", recorda Adriana.
Adriana sofreu. Mas, felizmente, passou. Tudo graças aos amigos. "Liguei para todo mundo dizendo que precisava sair de casa, para qualquer coisa, nem que o programa fosse uma água de coco no calçadão. Nessas horas, o melhor a fazer é se ocupar. Se divertir ou chorar junto, o importante é evitar ao máximo ficar sozinha. Quanto mais gente para distrair, melhor. Fica mais fácil evitar pensar no infeliz", ensina a assessora.
A história é horrível. A parte boa é saber que, por pior que seja o rompimento, a gente sempre supera. Não acredita? Veja então as dicas de quem conseguiu dar a gloriosa volta por cima.
Compras, compras e mais compras
"Comigo rola um total descontrole financeiro", assume a carioca Marianna ViIlarino. "Gasto pra valer, como uma forma de compensar a rejeição. Principalmente para melhorar a auto-estima, que, em fim de relação, sempre dá uma caída. A gente se sente a última das mulheres. Comprando roupas, me sinto automaticamente mais bonita. Também ouso no estilo, quero ser de novo um mulherão, coisa que fica apagada quando a gente está namorando. Ou, se não, pelo menos para mostrar para ele o que perdeu. Pena que o efeito não seja muito duradouro", lamenta Marianna.
Mudança no visual Um novo corte de cabelo, uma mudança na cor e, quem sabe, até um alisamento. Mudar o cabelo é uma tática antiga, porém eficaz. Robson Trindade, proprietário do salão Red Door, em São Paulo, acredita que mudar o visual aumenta a auto-estima delas, e faz o coração deles voltar a bater forte. "É normal elas quererem mudar o cabelo depois de uma briga. E eu acho que tem que mudar mesmo, e mudar tudo. Cor, corte, textura. Isso fortalece a pessoa, e também a possibilidade de reconquistar o parceiro", acredita Robson. Na opinião do cabeleireiro, mudar o cabelo é um recurso que surpreende. "O homem se habitua a ver sempre aquele mesmo cabelo, aquela mesma cor. Com o tempo, perde a graça. Precisa dar uma mexida, surpreender. Além de você se sentir mais forte, faz com que ele te veja como uma pessoa nova", diz.
Arrume outro "É a única forma de superar. Pode ser qualquer um, desde que você se mantenha ocupada", acredita a publicitária Juliana Secchin, 26 anos. "Além disso, quando você está com um homem, rapidinho vem outro atrás. Já em época de vacas magras, não aparece nada. Homem atrai homem", garante a publicitária. Se nem assim você conseguir esquecer, pode ter certeza de que, pelo menos, o ex vai ficar se mordendo de ciúmes.
Eu só quero chocolate! Na falta de prazer com ele, você tenta compensar com... chocolate! Ao aumentar a produção de endorfina e serotonina, ele acalma e satisfaz. No entanto, por mais que você pretenda se entregar de corpo e alma a esse amante, pegue leve. Seu consumo em excesso pode prolongar a solteirice, já que uma barrinha de 100 gramas de chocolate ao leite contém nada menos do que 520 calorias.
Tudo bem, a gente concorda: tomar um fora é horrível. Mas, dia após dia, acabamos percebendo que a vida continua, e o sol brilha lá fora. Portanto, o melhor a fazer é encarar a solteirice como uma chance de fazer tudo aquilo que você adorava, mas deixou de lado por causa dele. Se você está tão arrasada que não consegue nem enxergar as vantagens, nós damos uma força - e um monte de sugestões!
Adie a depilação
Está fazendo um frio de lascar, e você só tem saído de calça comprida? Aproveite para dar um tempo a sua pele, e deixe a depilação para a semana seguinte. Sua perna e, principalmente, sua virilha agradecem.
O filme que você quiser Vá ao cinema e assista ao filme que você quiser. Nada de gastar saliva tentando convencê-lo de que O Código Da Vinci deve ser melhor que Todo Mundo em Pânico 4. Ah, e sem precisar dividir a pipoca.
Guarda-roupas novinho em folhaAgora que você não tem mais gastos com jantares - programa típico de casal -, aproveite as economias para torrar tudo no shopping, e, de quebra, dar uma turbinada no visual.
Sexo só com vontade Uma das maiores mudanças depois de um pé na bunda é a diminuição da freqüência sexual. Que é chato, é. Mas, em compensação, quando você não estiver a fim, não precisa fazer.
Leitura na madrugada Agora você pode ler à noite, até tarde, sem ele reclamar da luz acesa. O seu cérebro agradece.
Tempo de sobra
Demore todo o tempo que precisar para se arrumar antes de sair. Já que não tem mais uma pessoa te apressando, capriche na maquiagem, no cabelo e no modelito. Tudo isso com suas recentes aquisições, claro. - Privacidade Tome banho de porta aberta e ande pelada pela casa sem precisar fugir dos olhares indiscretos dele.
Calcinha Use e abuse das calcinhas de algodão. Elas são confortáveis, bonitinhas, e baratas. Aproveite que você não precisa mais impressionar, ou pensar que à noite, logo depois do trabalho, vocês vão se encontrar. Seu corpo agradece.
Reative a paquera Saia com aquele cara que vem te paquerando há tempos. Ele nunca soube disso, e você também não seria capaz de uma traição. Mas, lembre-se: agora você é uma mulher solteira. Sabe aquele cara bonitinho, que sempre chamou sua atenção? Está na hora de ligar para ele!
Pratique exercícios. Aproveite que você terá tempo para gastar consigo mesma, e entre na academia. Além de liberar endorfina, pode ter certeza de que sua auto-estima (junto com sua bunda) vai lá pra cima - fundamental para conquistar um próximo pretendente.